O protetor solar é um inimigo da vida marinha 


Não há dúvidas de que o protetor solar é indispensável na nossa vida, mas você sabia que ele faz mal para os animais marinhos e os recifes de corais? 

Os produtos com filtros UV normalmente incluem os compostos químicos Oxibenzona e
Metoxicinamato de octilo, os quais são muito tóxicos para a vida marinha. 

Pensando nesta questão, no mês passado o Havaí aprovou uma lei e se tornou o primeiro estado americano a proibir a venda de protetores solares com essa composição.

Apesar da decisão só entrar em vigor em 2021, com certeza o arquipélago é só o primeiro de muitos estados do mundo que ainda vão colocar o meio ambiente em primeiro lugar.  Essa é a hora das marcas começarem a repensar seus produtos para se adequar às novas necessidades do mundo.  

A marca Vive Sana, por exemplo, criou o ‘Daily Protezione’, um protetor solar com Óxido de zinco e Dióxido de titânio que não agride a vida marinha. 

Diferente dos que estamos acostumados a usar, ao invés de ser absorvido pela pele com o tempo, ele continua nela como se fosse uma barreira de verdade. Isso sem falar que a marca adicionou plantas para garantir a hidratação e os cuidados da pele no pós-sol.

Acho bacana dividir com vocês informações como esta já que nem sempre elas são divulgadas em grande escala. Como eu sempre digo, é preciso pesquisar e entender um pouco sobre a composição dos produtos que estamos usando. 

Para saber mais detalhes do ‘Daily Protezione’ entre no site da Vive Sana

 

Foto: Reprodução/ Instagram.