O que vi na Semana de Moda Masculina de Milão


Depois de Londres (AQUI), chegou a hora de comentar um pouco do que vi nas passarelas da semana de moda masculina de Milão.

Como falei anteriormente, o evento aconteceu entre os dias 14 e 17 de junho contando com cerca de 30 desfiles dentre grifes muito conhecidas por nós e outras um pouco menores. Se analisarmos as semanas de moda masculinas como um todo, Milão só fica atrás de Paris em termos de importância.

Fendi, Giorgio Armani, Empório Armani, Dolce & Gabbana, Givenchy, Versace, Salvatore Ferragamo e Etro são alguns dos destaques, mas vamos falar um pouco das principais tendências.

Mais uma semana de moda confirmou que a alfaiataria seguirá mais forte do que nunca. Parece repetitivo, mas é a verdade! Clássica, slim, despojada e oversized, ela aparece sempre bem construída e nas mais diferentes formas, o que garante que homens de todos os estilos vão aderir essa tendência.

O utilitarismo continua sendo referência para muitas marcas que apresentaram peças com muitos bolsos, aliás a calça cargo que já voltou a ser tendência no guarda-roupa feminino também apareceu nas coleções masculinas.

Depois de ficarmos até um pouco saturados com o boom do sportswear e streetwear, parece que as marcas decidiram reinventar essas duas tendências. Elas continuam presentes mas foram lapidadas e estão com ares mais chiques.

Outra coisa bacana é que a grande cartela de cores continua. Lembra que na temporada passada fomos surpreendidos por coleções masculinas super coloridas? Pois então, as marcas decidiram que continuar investindo em novos tons, mas não tão fortes como antes.

Por fim, as bolsas chamaram a minha atenção. O acessório que antes aparecia apenas nas coleções femininas está ganhando muita visibilidade no guarda-roupa masculino. Vi modelos incríveis!

Confira algumas fotos que selecionei:

Fotos: Reprodução/ Vogue US/ Gorunway.com