O fim do Fast-Fashion?


Que os tempos mudaram isso é fato! Fato outro é que pessoas do mundo todo sempre tiveram dentro de si a vontade sem fim de sempre ter (e querer!) mais. Mais roupas, mais sapatos, mais dinheiro… Já em 2019, a realidade passa a ser outra: mais saúde, mais bem estar, mais consciência, e mais preocupação com o futuro. 


Tudo isso sempre englobou o mundo da moda mas parece estar chegando ao fim. Marcas como Topshop, American Apparel e Lush ja encerraram suas atividades no Brasil, e recentemente mais uma das grandes pode dar tchau para esse universo: a queridinha Forever 21, que vem em processo de declarar falência para fugir de dividas.
Mas o que vem trazendo isso tudo? Alem da onda da sustentabilidade e em novos meios de produção de peças, o gasto consciente também está por trás de toda a história. 


Apostar em peças coringas ou até mesmo investir em algo mais caro (porém pra vida) é algo que também ja vem sendo pensado por marcas grandes como H&M e principalmente, Zara, onde o grupo Inditex (que engloba Zara, Zara Home, Bershka, Massimo Dutti, Pull&Bear e outras) apresentou um Plano de Sustentabilidade com medidas a serem tomadas até 2025!


O futuro está em jogo, mas quanto as marcas, só nos resta aguardar.